Skip links

Somebody’s gotta do It: os Designers e o Legal Design

Quando dizemos para advogados serem criativos boa parte pensa que, de repente, terá que se matricular em uma escola de Design Gráfico e aprender Photoshop, Illustrator e mais um monte de Softwares de criação. 

Calma. Não é isso.

Advogados precisam ser criativos pois o direito precisa de novas formas de atuação. Mas você não precisa adicionar uma nova formação ao seu LinkedIn, deixe o design para os designers. No final do dia, alguém terá de fazer, mas não será você.

E isso nos deixa um questionamento: os designers estão prontos para essa demanda?

Caso você esteja surfando essa onda de inovação do direito você pode ter travado uma outra batalha recentemente: programadores x advogados. Havia uma imensa dificuldade de fazer esses dois personagens falarem a mesma língua. Pois, em primeiro lugar, os programadores não entendiam bem como funcionava a demanda do jurídico, e este por sua vez, não entendia bem a lógica da programação. 

Isso não irá acontecer com os designers, pois os Legal Designers, estão trabalhando justamente em melhorar as formas de comunicar sua mensagem e conhecendo novas metodologias para isso. Só isso, já elimina boa parte do fluxo de comunicação, mas o outro lado também precisa fazer a sua parte.

Os designers estão prontos para a demanda do jurídico?

A resposta fácil para isso é: não. A informação jurídica passou tanto tempo concentrada somente em advogados que outras áreas não tem a menor ideia de como as coisas funcionam. 

Construir uma equipe de comunicação preparada para atender o jurídico é desafiador, leva tempo e requer investimento. Por outro lado, entregar essa demanda para agências comuns, pode ser frustrante, pois dificilmente estará pronta para atingir ou exceder suas expectativas.

Então, qual é a solução? 

De forma muito modesta, falaremos agora sobre nós: A Villa. Nós surgimos a partir de uma demanda dessas, de um escritório que valoriza a comunicação e é pioneiro na aplicação do Legal Design e Visual Law no Brasil. Isso fez com que a nossa equipe de Designers, Publicitários, Jornalistas, dentre outros, seja capaz de falar o Juridiquês voltado para o Design e vice-versa.

Leave a comment

Name*

Website

Comment